Voltando da África

Gente, genial. Pena que é só photoshop.

photoshop... alguém captou meus desejos

Anúncios

Meme e eu, eu e Meme

Okay! Fui memezada. Duas vezes. Isso significa que, definitivamente, tenho que fazer meu meme: devo escrever um conjunto de idéias que resumam um fato e que seja passado para outros. A regra diz que devo contar 6 coisas aleatórias sobre mim e indicar mais 6 pessoas e colocar os links no final da postagem.As regras são as seguintes:

1) Linkar a pessoa que te indicou

2) Escrever as regras do meme em seu blog

3) Contar 6 coisas aleatórias sobre você

4) Indique mais 6 pessoas e coloque os links no final do post

5) Deixe a pessoa saber que você a indicou, deixando um comentário para ela

6) Avise os “indicandos” sobre a publicação do seu post

Acho que é assim que se faz. Espero que sim! Pois bem, lá vai:

Quem me Memezou foi a Alexandra, fotógrafa linda e dona de um olhar tão lindo, sensível e delicado quanto ela própria. Amo demais essa doidinha. Visite http://fotografiasempreconceito.wordpress.com/ e veja que eu tenho razão.

Mas antes da Xandra, quem tinha me Memezado foi a Mari, do QueerGirls. Finalmente respondi, Mari!! http://queergirls.blogspot.com/

– Sou jornalista por formação, mas nunca sentei numa cadeira de redação de verdade. Aliás, sentei uma vez, pra fazer um teste. Obviamente fui reprovada. Meio que por opção minha. Hehe…

– Soube que não seria jornalista de redação já no segundo semestre, mas terminei o curso pelo Social da Comunicação.

– Sempre, desde criança, quis viajar o mundo e morar fora. Mas sempre que tentava imaginar uma cidade onde eu gostaria de morar MAIS DO QUE BRASÍLIA, a imaginação ia pra fora do país. A conclusão a que eu sempre chegava era de que no Brasil não haveria nenhuma outra cidade onde eu gostaria de morar MAIS DO QUE BRASÍLIA.

– Em novembro de 2008 me mudei para o Rio de Janeiro.

– Antes de me mudar para o Rio de Janeiro, eu não conhecia o Rio de Janeiro.

– Não jogo bitucas de cigarro na rua desde que vi a primeira chuva no centro do Rio de Janeiro – fiquei ilhada por algumas horas, e quando saí tive que andar pelos rios de esgoto das ruas do centro.

And the Meme goes to…

– Cordelirando, blog de Cordel da Salete Maria . Maravilhoso! http://www.cordelirando.blogspot.com/

– O Blog é um Animal Oportunista, é o blog do meu irmão Zé, mas duvido que ele se junte ao MMU – Movimento do Meme Unido. http://animaloportunista.blogspot.com/

– Fotolog da amiga Thessa, que sempre tem algo de lindo pra dizer. http://www.fotolog.com.br/thessa/

– Escrevivendo, blog de poesia da Dânski. http://dnsk.multiply.com/

E é isso, gente… são quase duas da manhã e eu não me lembro de mais ninguém pra memezar que já não esteja memezada ou memezado.

ENJOY. CARPE DIEM.

Mais lenha para a fogueira do Papa…

Estou mesmo cada dia mais revoltada com a Igreja Católica e o que ela tem feito CONTRA a humanidade… Em um post recente, eu dizia que era hora de queimar o Papa. Obviamente, essa declaração tem um sentido simbólico, que é o de acabar de vez com a forte influência que a Igreja Católica tem sobre nosso Estado, que é laico por definição!, assim como outros Estados-Nação do continente que têm maioria da população adepta à fé católica.

Diante de uma epidemia que a ciência já provou ser evitável, já dura mais de duas décadas e tem matado milhões de pessoas ao ano, é uma total falta de humanidade, um atentado violento a milhares de pessoas que o Papa recomende o não-uso do preservativo como forma de prevenção a DSTs e especialmente à AIDS.

Leia abaixo a matéria da AFP sobre a ronda do Papa na África, pesquise mais na internet sobre métodos de prevenção á AIDS e sobre a situação da epidemia no mundo, e tire suas conclusões. Se quiser fazer algo, por menor que seja, lembre-se de que se você é católica/o pode pedir sua excomunhão!

Igreja não aceitará ofensas contra o Papa

ROMA (AFP) – A Igreja Católica italiana afirmou nesta segunda-feira que não aceitará que o Papa Bento XVI seja alvo de deboches ou ofensas por sua condenaçao do uso do preservativo como meio de lutar contra a Aids.

“Não aceitaremos que o Papa seja alvo de deboches e ofensas nos meios de comunicaçao nem em outras instâncias. Ele representa para todos uma autoridade moral que, nesta viagem (à África), se fez apreciar ainda mais”, declarou o cardeal italiano Angelo Bagnasco, presidente da Conferência Episcopal Italiana (CEI), ao inaugurar uma reunião deste organismo.

O cardeal criticou ainda a polêmica sobre os preservativos, que, a seu ver, não tem motivo de ser e denunciou a “pesada crítica” contra o Papa.

A viagem papal pel continente começou no último dia 17 e se limitou a Camarões e Angola. Nos dois países, o líder da Igreja Católica defendeu a reconciliação e o perdão, a justiça e a verdade, para que a paz seja duradoura.

A mensagem social e religiosa do Papa, no entanto, se viu abalada pela polêmica de suas declarações sobre a Aids, um drama terrível na África, onde vivem 22 dos 33 milhões de portadores do vírus HIV no mundo.

O Papa condenou o uso do preservativo na luta contra a doença considerando que o mesmo “agrava o problema”. Isso gerou uma chuva de reações negativas de inúmeros países e organizações internacionais e humanitárias.

inquisicao

Respostas sobre um namoro a distância

Não é porque eu sujei a roupa bem agora que eu já estava saindo
Nem mesmo por que eu peguei o maior trânsito e acabei perdendo o cinema
Não é por que não acho o papel onde anotei o telefone que estou precisando
Nem mesmo o dedo que eu cortei abrindo a lata e ainda continua sangrando
Não é por que fui mal na prova de geometria e periga d’eu repetir de ano
Nem mesmo o meu carro que parou de madrugada só por falta de gasolina
Não é por que tá muito frio, não é por que tá muito calor
O problema é que eu te amo
Não tenho dúvidas que com você daria certo
Juntas faríamos tantos planos
Com você o meu mundo ficaria completo

Eu vejo nossos filhos brincando
E depois cresceriam, e nos dariam os netos
A fome que devora alguns milhões de brasileiros
Perto disso já nem tem importância
A morte que nos toma a mãe insubstituível de repente
Dela eu já nem me lembro
A derrota de 50 e a campanha de 70 perdem totalmente o seu sentido,
As datas, fatos e aniversários passam
Sem deixar o menor vestígio
Injúrias e promessas e mentiras e ofensas caem fora
Pelo outro ouvido
Roubaram a carteira com meus documentos
Aborrecimentos que eu já nem ligo
Não é por que eu quis e eu não fiz
Não é por que não fui
E eu não vou
O problema é que eu te amo
Não tenho dúvidas que eu queria estar mais perto
Juntas viveríamos por mil anos
Por que o nosso mundo estaria completo
Eu vejo nossos filhos brincando
Com seus filhos que depois nos trariam bisnetos
Não é por que eu sei que ela não virá que eu não veja a porta já se abrindo
E que eu não queira tê-la, mesmo que não tenha a mínima lógica esse raciocínio
Não é que eu esteja procurando no infinito a sorte
Para andar comigo
Se a fé remove até montanhas, o desejo é o que torna o irreal possível
Não é por isso que eu não possa estar feliz, sorrindo e cantando
Não é por isso que ela não possa estar feliz, sorrindo e cantando
Não vou dizer que eu não ligo, eu digo o que eu sinto e o que eu sou
O problema é que eu te amo
Não tenha dúvidas, pois isso não é mais secreto
Juntas morreríamos, pois nos amamos
E de nós o mundo ficaria deserto
Eu vejo nossos filhos lembrando
Com os seus filhos que já teriam seus netos

(Nando Reis)

Cineclube LGBT

cineclubelgbt_27_03_eflyer

A próxima edição do Cineclube LGBT será no dia 27/03, 21h00, no Cinema Odeon Petrobras, na Cinelândia, e exibirá o Programa Especial “O Tempo não Para” exibirá quatro curtas-metragens que falam sobre o tempo e a idade. No elenco das duas ficções se destacam nomes como Ney Matogrosso, Nildo Parente, Ana Lucia Torre e Denise Weinberg.

Os ingressos antecipados serão vendidos a partir de terça-feira, 24/03, 14h00.

Depois de Tudo
2008, Cor, MiniDV, 12 min.

“Depois da despedida, a espera. Depois da espera, a volta. Depois de tudo, o que mais querem é estar juntos, e um dia basta para que esperem pelo próximo.”

Direção e Roteiro: Rafael Saar. Elenco: Ney Matogrosso e Nildo Parente

Na Madrugada
2008, Cor, 35mm, 22 min.

Na Madrugada nos convida a acompanhar uma noite na vida de Margot. Sofisticada e independente, ela busca superar as lembranças e os fantasmas do passado.

Direção e Roteiro: Duda Gorter. Elenco: Ana Lucia Torre e Denise Weinberg

Primaveras
2008, Cor, MiniDV, 15 min.

Duas travestis na terceira idade. Suas estórias… muitas primaveras.

Direção: Dostoiewski Mariatt. Elenco: Camille K e Suzy Parker

Homens
2008, Cor, 35mm, 21 min.

Histórias de coragem revelam desencontros e alegrias vividos por homossexuais em pequenas cidades do nordeste do Brasil.

Direção e Roteiro: Lucia Caus e Bertrand Lira. Elenco: Stephany, Bárbara Alicia de Mônaco, Baiana, Claudete

Todas elas juntas num só ser

(Lenine)

Não canto mais Babete nem Domingas
Nem Xica nem Tereza, de Ben jor;
Nem Drão nem Flora, do baiano Gil;
Nem Ana nem Luiza, do maior;
Já não homenageio Januária,
Joana, Ana, Bárbara, de Chico;
Nem Yoko, a nipônica de Lennon;
Nem a cabocla, de Tinoco e de Tonico;
Nem a tigreza nem a vera gata
Nem a branquinha, de Caetano;
Nem mesmoa linda flor de Luiz Gonzaga,
Rosinha, do sertão pernambucano;
Nem Risoflora, a flor de Chico Science,
Nenhuma continua nos meus planos.
Nem Kátia Flávia, de Fausto Fawcett;
Nem Anna Júlia do Los Hermanos.

Só você,
Hoje eu canto só você;
Só você,
Que eu quero porque quero, por querer.

Não canto de Melô pérola negra;
De Brown e Hebert, uma brasileira;
De Ari, nem a baiana nem Maria,
Nem a Iaiá também, nem minha faceira;
De Dorival, nem Dora nem Marina
Nem a morena de Itapoã;
Divina garota de Ipanema,
Nem Iracema, de Adoniran.
De Jackson do Pandeiro, nem Cremilda;
De Michael Jackson, nem a Billie Jean;
De Jimi Hendrix, nem a doce Angel;
Nem Ângela nem Lígia, de Jobim;
Nem Lia, Lily Braun nem Beatriz,
Das doze deusas de Edu e Chico;
Até das trinta Leilas de Donato,
E de Layla, de Clapton, eu abdico.

Só você,
Canto e toco só você;
Só você,
Que nem você ninguém mais pode haver.

Nem a namoradinha de um amigo
E nem a amada amante de Roberto;
E nem Michelle-me-belle, do beattle Paul;
Nem Isabel – Bebel – de João Gilberto;
E nem B.B., la femme de Serge Gainsbourg;
Nem, de Totó, na malafemmená;
Nem a Iaiá de Zeca Pagodinho;
Nem a mulata mulatinha de Lalá;
E nem a carioca de Vinícius
E nem a tropicana de Alceu
E nem a escurinha de Geraldo
E nem a pastorinha de Noel
E nem a namorada de Carlinhos
E nem a superstar do Tremendão
E nem a malaguenha de Lecuona
E nem a popozuda do Tigrão

Só você,
Hoje elejo e elogio só você,
Só você,
Que nem você não há nem quem nem quê.

De Haroldo Lobo com Wilson Batista,
De Mário Lago e Ataulfo Alves,
Não canto nem Emília nem Amélia,
Nenhuma tem meus vivas! E meus salves!
E nem Angie, do stone Mick Jagger;
E nem Roxanne, de Sting, do Police;
E nem a mina do mamona Dinho
E nem as mina Â- pá! – do mano Xiz!
Loira de Hervê e loira do É O Tchan,
Lôra de Gabriel, o Pensador;
Laura de Mercer, Laura de Braguinha,
Laura de Daniel, o trovador;
Ana do Rei e Ana de Djavan,
Ana do outro rei, o do baião
Nenhuma delas hoje cantarei:
Só outra reina no meu coração.

Só você,
Rainha aqui é só você,
Só você,
A musa dentre as musas de A a Z.

Se um dia me surgisse uma moça
Dessas que com seus dotes e seus dons,
Inspira parte dos compositores
Na arte das palavras e dos sons,
Tal como Madallene, de Jacques Brel,
Ou como Madalena, de Martinho;
Ou Mabellene e a sixteen de Chuck Berry,
E a manequim do tímido Paulinho;
Ou como, de Caymmi, a moça prosa
E a musa inspiradora Doralice;
Se me surgisse uma moça dessas.
Confesso que eu talvez não resistisse;
Mas, veja bem, meu bem, minha querida;
Isso seria só por uma vez,
Uma vez só em toda a minha vida!
Ou talvez duas… mas não mais que três…

Só você…
Mais que tudo é só você;
Só você…
As coisas mais queridas você é:

Você pra mim é o sol da minha noite;
É como a rosa, luz de Pixinguinha;
É como a estrela pura aparecida,
A estrela a refulgir, do Poetinha;
Você, ó flor, é como a nuvem calma
No céu da alma de Luiz Vieira;
Você é como a luz do sol da vida
De Steve Wonder, ó minha parceira.
Você é pra mim e o meu amor,
Crescendo como mato em campos vastos,
Mais que a gatinha para Erasmo Carlos;
Mais que a cigana pra Ronaldo bastos;
Mais que a divina dama pra Cartola;
Que a domna pra Ventadorn, Bernart;
Que a honey baby pra Waly Salomão
E a funny valentine pra Lorenz Hart.

Só você,
Mais que tudo e todas, é só você;
Só você,
Que é todas elas juntas num só ser.

Publicado em Eu acho!. 1 Comment »

@dhani

Manda...

Manda que eu faço chover
Pede que eu mando parar
Manda que eu faço de tudo meu amor pra te agradar
Manda que eu faço chover
Pede que eu mando parar
Manda que eu faço de tudo só pra não te ver chorar

Uma prova de amor…

 

(Zeca Pagodinho)

%d blogueiros gostam disto: