Palestina, Israel, Rio de Janeiro

Hoje pela manhã me senti um pouco na Palestina. Não sei se vcs viram que o Eduardo Paes, novo prefeito do Rio, está fazendo uma operação chamada “choque de ordem”, que consiste numa limpeza étnica da zona sul e centro do Rio. Tirar camelôs, mendig@s, pessoas de rua, vendedores ambulantes, tudo. Numa rua que eu pego pra vir ao trabalho tem um prédio abandonado que estava ocupado por famílias sem-teto. Quando passei, estava a PM toda armada e uma confusão por lá. Era o despejo. Não deram nenhum prazo para as pessoas sequer tirarem suas coisas lá de dentro. A PM já tinha lançado uma bomba de gás lá dentro, com crianças de todas as idades, incluindo recém-nascid@s, famílias, mães, pais, todo mundo. Eles estavam tentando negociar um prazo para retirar os pertences, mas a PM não ia deixar. Uma mulher que estava de fora, com quem conversei, disse que eles entram já batendo nas pessoas, jogando pedaço de pau, destruindo tudo, e que dão caco de vidro para as pessoas sem-teto mastigarem e engolirem: “Mastiga! Mastiga e engole que é pra morrer!”. O Haiti é aqui. A Palestina também é aqui. Choque. Eram 9 da manhã, estava só começando…

Agora à noite busquei na web e vi que a liminar de reintegração de posse foi suspensa. Mas passei por lá vindo do trabalho e não vi nenhum movimento no prédio. Não sei o que houve, mas certamente aquelas pessoas estão sofrendo.

Anúncios

4 Respostas to “Palestina, Israel, Rio de Janeiro”

  1. marcia paula Says:

    É incrível como esses políticos insistem em “ajeitar” as coisas.Até parece que o povo é uma virose,sei lá.É desumano.

  2. fotografiasempreconceito Says:

    “limpeza étnica” é um termo que me assusta demais.
    Editei um vídeo sobre a expulsão de travestis de sua área de trabalho e o policial explica que apenas estão expulsando “gente que não está de acordo com a sociedade”.

    Aí eu pensei: se formos pensar de uma forma bem racional e conservadora. Eu não estou de acordo com a sociedade. Esta sociedade machista, homofóbica, racista e sexista.

    Complicado lidar com isso.

  3. Rodolfo Godoi Says:

    Rezar pelo Haiti já não basta.

  4. Rita C. Says:

    Passei por lá ontem. Fiquei mais alegrinha: os moradores estavam lá e tudo tinha aparência de serenidade.
    As partes vazadas do prédio (originalmente um edifício garage) estão recobertas de material (madeirite, panos essas coisas) para vedar um pouco vento e chuva.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: